Faixa Atual

Título

Artista

Background

“Variações” candidato a melhor filme ibero-americano

Escrito por em 20/12/2019

O filme “Variações”, de João Maia, foi selecionado pela Academia Portuguesa de Cinema para representar Portugal na 62.ª edição dos prémios ibero-americanos Ariel, a realizar no México, em 2020, anunciou a academia.

Com 278.000 espectadores, “Variações” bateu o recorde de filme português mais visto nos cinemas em 2019, lembra a academia.

Até novembro, e de acordo com as estatísticas mensais do Instituto Nacional de Estatística divulgadas no passado dia 10, o trabalho protagonizado por Sérgio Praia já fora visto por 277.864 pessoas.

Os Prémios Ariel são atribuídos no México desde 1946 e visam distinguir o cinema mexicano e ibero-americano.

“Variações” é protagonizado pelo ator Sérgio Praia que, além da interpretação física do músico, também canta todas as canções, recriando as sessões de composição e gravação embrionária dos temas em várias cassetes – sozinho em casa com um gravador e uma caixa de ritmos – até à primeira atuação de Variações, na discoteca Trumps, em Lisboa, em 1981.

Além de Sérgio Praia, o elenco inclui, entre outros, Filipe Duarte, Victoria Guerra, Augusto Madeira, Filipe Albuquerque, Lúcia Moniz, Afonso Lagarto, Maria José Paschoal, José Raposo e Dinarte Freitas.

O filme foca-se sobretudo na transformação de António Ribeiro em António Variações, num período de vida entre 1977 e 1981, a época em que um barbeiro ambicionava viver da música, gravava canções em cassetes e ensaiava com músicos amadores, muito antes de editar oficialmente qualquer canção.

“Variações” estreou-se nos Estados Unidos da América, no passado dia 9, com a presença do realizador João Maia, tendo repetido, no dia 12, no âmbito de uma programação sobre cinema europeu organizada pelo Instituto do Cinema dos Estados Unidos.

O programa, que vai na 32.ª edição, começou no dia 3 e decorrerá até ao dia 22 com 46 filmes europeus, numa seleção que inclui produções premiadas, que lideraram bilheteiras, primeiras obras, filmes que fazem estreia nos Estados Unidos e Canadá e que foram considerados elegíveis para uma nomeação para os Óscares.

“Variações”, que de forma efabulada conta o percurso de transformação de António Joaquim Rodrigues Ribeiro, nascido em Amares, em 3 de dezembro de 1944, no artista António Variações, que morreu em Lisboa, em 13 de junho de 1984.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta