Faixa Atual

Título

Artista

Background

Manel Cruz e música para plantas em Espinho

Escrito por em 19/12/2019

O Auditório de Espinho revelou hoje a programação para o primeiro trimestre de 2020, anunciando concertos por Manel Cruz e Drumming, a estreia de Kelly Finnigan e a reinterpretação do disco de culto “Plantasia”, de música para plantas.

Entre uma lista mais alargada de propostas até final de março, a sala-mãe da Academia de Música de Espinho e da Escola Profissional de Música de Espinho acolhe assim o que o programador desse palco do distrito de Aveiro define como um cartaz “cheio de opções variadas”.

Nesse contexto, André Gomes realça “a estreia absoluta em Portugal do cantor soul norte-americano Kelly Finningan”, que, apresentando-se em septeto, demonstrará por que o consideram “um sucessor muito legítimo de Charles Bradley, Sharon Jones ou Lee Fields”.

Manel Cruz (na foto), vocalista dos Ornatos Violeta, apresentar-se-á na mesma sala em registo a solo e o concerto antecipa-se como “um lugar de experimentação, quer ao nível musical, quer ao nível da relação com outras disciplinas e, inclusive, com o público”.

Outro destaque da programação trimestral do Auditório de Espinho é a revisitação que Bruno Pernadas e Moullinex se propõem fazer do álbum “Mother Earth’s Plantasia”. A obra de Mort Garson (1924-2008) foi lançada em 1976, nos primórdios da música eletrónica, e nessa altura só teve distribuição em Los Angeles numa florista e numa loja de colchões, mas tornou-se entretanto objeto de culto.

André Gomes anuncia ainda Sam Amidon, que, depois de ter atuado em Portugal na abertura dos concertos de Bon Iver nos coliseus, se apresentará em Espinho em trio para comprovar o epíteto que lhe atribuem de “renovador da canção folk norte-americana”.

As restantes propostas do trimestre são: o concerto “Viagem de Inverno” pelo tenor João Terleira e pelo pianista Luís Duarte; o espetáculo do coletivo de percussão Drumming, com música de Luís Tinoco; a atuação da Orquestra de Jazz de Espinho com o saxofonista canadiano Seamus Blake, sob direção de Daniel Dias e Paulo Perfeito; e a performance da Orquestra Clássica de Espinho com a violinista Raquel Areal Martínez, o violoncelista Iago Domínguez e o maestro Jean-Marc Burfin.

O Auditório irá ainda receber mais uma edição do festival Mar Marionetas, acolhendo nesse contexto dois espetáculos: “Lições de Voo”, pelo Teatro de Marionetas do Porto, e “Circo em Fios”, pela Companhia Viktor Antonov.

O foyer dessa sala de espetáculos terá ainda patente ao público a segunda mostra coletiva de ilustração do ciclo “30 voltas ao sol da Escola Profissional de Espinho”, comissariada por Constança Araújo Amador.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta