Faixa Atual

Título

Artista

Background

Novo filme de Roman Polanski estreia a 30 de janeiro

Escrito por em 13/12/2019

O novo filme do realizador Roman Polanski, “J’Accuse – O Oficial e o Espião”, que venceu o Grande Prémio do Júri do festival de cinema de Veneza deste ano, estreia nas salas de cinema portuguesas a 30 de janeiro.

De acordo com a distribuidora Midas Filmes, num comunicado hoje divulgado, “J’Accuse – O Oficial e o Espião” irá estrear-se em Portugal “a 30 de janeiro em 30 cinemas de todo o país”.

O filme, uma adaptação do romance “O Oficial e o Espião”, de Robert Harris, retrata o caso Dreyfus – um escândalo político que dividiu a França entre 1894-1906 – do ponto de vista do tenente-coronel Georges Picquart, interpretado por Jean Dujardin.

As primeiras críticas a “J’Accuse”, que teve estreia mundial em setembro na 76.ª edição do festival de cinema de Veneza, elogiaram bastante as qualidades cinematográficas do filme: O jornal francês Le Figaro destacou o “ousado” Jean Dujardin, o jornal britânico The Guardian descreveu o filme como “bonito e envolvente” e a revista norte-americana Variety considerou a montagem “magnífica”.

Para o The Hollywood Reporter, por outro lado, a longa-metragem, apesar de “meticulosa”, “carece de emoção”, enquanto vários críticos expressaram reservas sobre o paralelismo que Roman Polanski traça entre a história, a sua vida e o caso.

“Pode o polémico cineasta traçar paralelos entre a sua situação pessoal e este sólido relato do caso Dreyfus?”, questionou o The Guardian. Também para a Variety “falta algo no filme, talvez porque o realizador pense que é sobre ele”, com o jornal a descrever como “obsceno” o paralelo traçado por Roman Polanski entre a sua situação e a história de Dreyfus, “um homem inocente”.

Em 1977, o cineasta reconheceu ter tido relações sexuais com Samantha Geimer, então com 13 anos. Em 2010, a atriz britânica Charlotte Lewis declarou que o realizador a tinha forçado a ter uma relação sexual quando ela tinha 16 anos.

Em 2017, o realizador foi acusado por duas outras mulheres: uma identificada como ‘Robin’ alega ter sido vítima de agressão sexual aos 16 anos, em 1973; Renate Langer assegura ter sido violada por Polanski quando tinha 15 anos.

Entretanto, num depoimento publicado em novembro no jornal Le Parisien, Valentine Monnier, fotógrafa, ex-modelo e que também participou em alguns filmes nos anos de 1980, acusa Roman Polanski de a ter agredido e violado em 1975. A jovem tinha na altura 18 anos e estava hospedada no chalé de Polanski em Gstaad, na Suíça. O realizador contestou “com a maior firmeza” a acusação.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta