Faixa Atual

Título

Artista

Background

Entrevista a Miguel Dias: Curtas celebram solstício de inverno

Escrito por em 02/12/2019

Quase 30 localidades de todo o país assinalam este mês a entrada no solstício de inverno – no dia mais curto do ano – com uma programação de cinema feito apenas de curtas-metragens, nacionais e estrangeiras.

Na encantadora Vila do Conde a TunetRádio – Filipe Pedro (conversa) e Daniela Azevedo (repórter de imagem) – conversou com o incansável Miguel Dias, DJ, melómano, mentor de O Dia Mais Curto e um dos diretores e programadores do Curtas Vila do Conde e da Agência Portuguesa da Curta Metragem.

O programa O Dia Mais Curto cumpre a sétima edição, é organizado pela agência da Curta-Metragem e apresentado como “a grande festa da curta-metragem”, com uma proposta de 33 filmes, repartidos por temáticas e para todas as idades, para serem exibidos ao longo deste mês.

O objetivo é celebrar o formato curto “nos mais variados lugares de projeção – cinemas, bibliotecas, museus, televisões, transportes públicos, entre outros – em 28 localidades”, entre as quais Almada, Elvas, Faro, Guimarães, Lisboa, Lourinhã, Madalena (Pico), Ovar, Tomar, Torres Vedras e Viseu.

Entre os 33 filmes programados estão as produções portuguesas “Entre sombras”, de Mónica Santos e Alice Guimarães, “Tio Tomás e a contabilidade dos dias”, de Regina Pessoa, “Corrida”, de Janis Cimermanis (Letónia), e “Um homem, oito câmaras”, de Naren Wilks (Reino Unido) e “Lua azul”, de Marsha Onderstijn (Holanda).

De acordo com a Agência da Curta-Metragem, haverá uma sessão especial no dai 11 no Estabelecimento Prisional de Caxias (Oeiras), e haverá ainda exibição de curtas-metragens em aviões de longo curso da TAP e no metro do Porto.

Destaque ainda para um programa específico que assinala, em retrospetiva, os 20 anos da Agência da Curta-Metragem. O Dia Mais Curto, que culminará no dia 21 de dezembro, é celebrado em simultâneo em vários países, no hemisfério norte.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta