Faixa Atual

Título

Artista

Background

Vista Curta arranca hoje em Viseu

Escrito por em 29/10/2019

O trabalho do cineasta português José Vieira está em destaque no Vista Curta, de Viseu, que hoje arranca com a exibição do filme “Souvenirs d’un Futur Radieux” e com a abertura de uma exposição, patente até 17 de novembro.

Segundo o Cine Clube de Viseu, até 2 de novembro está preparado “um panorama à volta do cineasta português José Vieira, que estará presente”, sendo exibidos quatro filmes e realizado um colóquio com vários convidados.

Os filmes a exibir são “A Fotografia Rasgada” (2002), “O Pão que o Diabo Amassou” (2012), “Souvenirs d’un Futur Radieux” (2014) e “A Ilha dos Ausentes” (2016). “A história da emigração clandestina portuguesa para França, nos anos 1960/70, os ‘bidonvilles’ em França, o interior de Portugal de onde quase todos partiram (e também os que ficam), são os assuntos de eleição do cinema de José Vieira”, refere o Cine Clube de Viseu.

Habituado a trabalhar com os mais jovens, o Cine Clube de Viseu quis também envolvê-los na programação do Vista Curta. Aproveitando a celebração dos 20 anos de classificação do Vale do Côa como Património Mundial da Humanidade, é-lhes proposta uma viagem “à descoberta da origem da arte, com o realizador João Botelho, e ainda ‘A carta branca à realizadora Regina Pessoa’, que convida os alunos a conhecerem o universo das curtas-metragens de animação”.

Nesta edição também não faltará a música: Os destaques passam por Mundo Animado, uma “sessão com a música original de um lado (a cargo de três músicos residentes no Serviço Educativo da Casa da Música), e do outro, filmes de dois dos grandes heróis do cinema mudo: Charlie Chaplin e o seu filme ‘Charlot na Rua da Paz’ e Buster Keaton com o filme ‘Uma Semana’”.

Haverá ainda projeções dos Daltonic Brothers (Paulo Abreu e João Pedro Gomes), com música ao vivo de Vitor Rua. A programação inclui também sessões de cinema para as escolas, com “filmes pensados para despertar a curiosidade e criar uma consciência de debate”.

Na edição de 2018 do Vista Curta, João Vladimiro conquistou o prémio da competição nacional com “Anteu”, um filme rodado na aldeia de Covas do Monte, no concelho de São Pedro do Sul.

Da produção local, são vários os filmes e os realizadores que passaram pelo Cine Clube de Viseu. “Sheila”, de Gonçalo Loureiro, natural de Viseu, foi o filme vencedor em 2018. Os dois prémios pretendem “divulgar a produção audiovisual associada à região de Viseu e refletir sobre um país de altos contrastes e grandes clivagens sociais chamado Portugal”, explica o Cine Clube de Viseu.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta