Faixa Atual

Título

Artista

Background

Uber quer lançar táxis voadores até 2023

Escrito por em 26/10/2019

A Uber revelou que tenciona lançar o seu serviço de táxis voadores em 2023. A notícia foi dada pelo o diretor da empresa em Espanha, Juan Galiardo, ao Business Insider.

Este lançamento não será a apresentação de um protótipo mas sim de um serviço completo, que permita aos clientes evitar trânsito nas estradas das grandes cidades. De notar que este lançamento será, a início, limitado a determinadas localidades nos Estados Unidos.

É nesse sentido que a Uber está atualmente em conversações com a NASA, esperando criar uma solução para gerir tráfego aéreo e manter estas aeronaves abaixo dos três mil metros de altitude.

De acordo com alguns especialistas ouvidos pelo site de notícias norte-americano, o máximo de avanços que veremos no que toca a carros voadores nos próximos dez anos serão protótipos ou modelos recreativos, daí que pareça pouco provável que até 2023 a Uber consiga estabelecer um serviço global de táxis deste tipo. Ainda assim, Juan Galiardo disse acreditar que os carros voadores da empresa estarão disponíveis para transportar clientes até essa data.

Em 2017, a Uber anunciou que queria criar um futuro em que viagens que demoram mais de duas horas (como ir de Lisboa ao Porto de carro) passem a ser possíveis em muito menos tempo. Para isso, a multinacional norte-americana contratou um antigo engenheiro da NASA para desenvolver estes carros voadores.

A empresa exibiu um modelo em tamanho real da primeira aeronave (e do seu interior) na terceira conferência Uber Elevate em Washington, D.C., em junho, e espera lançar os voos elétricos partilhados em aviões híbridos, entre o helicóptero e o avião, em cidades de todo o mundo. Ao primeiro modelo a Uber chamou North Star (Estrela do Norte), já que é esperado que “guie os futuros projectos que realmente voaram”, revela o Business Insider.

O serviço poderá custar tanto como uma viagem no modo Black da Uber, o modo mais caro de viagens que a empresa pratica e terão o mesmo nível de luxo. É esperado também que a aeronave atinja até 241 quilómetros por hora, numa viagem que será livre de emissões e que transportará até quatro passageiros (fora os pilotos).


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta