Faixa Atual

Título

Artista

Background

VillaMix investe 15 milhões em Portugal nos próximos cinco anos

Escrito por em 18/09/2019

A segunda edição do VillaMix em Lisboa, que terminou no sábado, lotou uma vez mais a Altice Arena, numa edição ampliada para dois dias, que confirma a aposta do festival na internacionalização em Lisboa e vem consolidar os planos de expansão para para outras geografias. Em Portugal, o VillaMix prevê investir cerca de 15 milhões de euros nos próximos cinco anos, no reforço e expansão do festival e na evolução permanente do cartaz, no espaço e na oferta de entretenimento.

O VillaMix afirmou-se como o maior evento mundial de música brasileira e trouxe a Portugal os maiores nomes do sertanejo e funk brasileiros, como Gustavo Lima, Jorge e Mateus, Alok e Luan Santana. Ao palco da Altice Arena subiram também os Calema e Dodje, afirmando-se como o maior evento de música da lusofonia. O intercâmbio musical entre Portugal e o Brasil e a colaboração entre artistas dos dois países é um dos objetivos prioritários do VillaMix, que este ano já proporcionou a realização de projetos conjuntos entre os Calema e Simone e Simaria a lançar este mês, em simultâneo em Portugal e no Brasil.

Com oito anos de história no Brasil, e uma média de 20 edições/ano em 24 cidades diferentes, o festival, que já recebeu mais de dois milhões de pessoas e bateu recordes de bilheteira foi por duas vezes (2015 e 2017) certificado pelo “Guinness World Records” como o maior palco do mundo. A estreia em Portugal ocorreu em 2018, tendo atraído 20 mil espectadores para uma maratona de 10 horas de música.

Nesta segunda edição, além da extensão para dois dias, foi diversificada a oferta de restauração, bares e várias atrações para todo o público, fazendo do festival uma experiência única e inesquecível nos eventos musicais que ocorrem em Portugal.

À semelhança do que acontece no Brasil, o evento traz a diversidade da música brasileira – do sertanejo ao eletrónico do forró ao singular funk – ao público português. “O enorme sucesso desta segunda edição do VillaMix Lisboa representa uma responsabilidade acrescida para a organização que apostou em Portugal para desenvolver um ambicioso projecto de internacionalização que pretendemos alargar a outras geografias”, afirma Pedro Neto, director do VillaMix Festival.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta