O cinema aprecia um bom vinho: Histórias vinícolas na sétima arte

Escrito por em 12/09/2019

O mote está dado. É cativante, desperta a nossa atenção. O documentário “Setembro a Vida Inteira”, de Ana Sofia Fonseca (2017), retrata o vinho em Portugal, conta a vida de homens, mulheres e crianças durante as vindimas e viaja pelas vinhas e adegas de produtores e empresários como Dirk Niepoort, Leonor Freitas ou Luís Pato.

Durante um ano, a premiada escritora e jornalista percorreu as regiões vitivinícolas do Douro, Setúbal, Alentejo, Bairrada e Madeira, para realizar um filme em que o vinho é a personagem principal. A banda sonora é assinada por Jorge Palma que reinterpreta uma versão o fado ‘Oiça Lá, ó Senhor Vinho’, de Amália Rodrigues. Com direção de fotografia de Carlos Ferreira, o documentário teve estreia mundial no International Wine Film Festival, na Califórnia, e estreia europeia no Most – Festival Internacional de Cinema, em Barcelona, em 2017, onde recebeu o Grande Prémio do Júri. Com ampla experiência em filmes publicitários, Carlos Ferreira assumiu também a direção de fotografia de curtas que promovem, por exemplo, a Adega Mayor e os seus vinhos premiados, numa realização do cineasta Filipe Araújo que podem descobrir no YouTube. O que difere estas obras dos demais institucionais é a qualidade cinematográfica dos mesmos com detalhes, enquadramentos e depoimentos assertivos e cuidados.

Tanto o documentário ímpar e vívido da contadora de histórias Ana Sofia Fonseca, quanto os institucionais quase poéticos, de tão bem executados, de Filipe Araújo, constituem exemplos de bem fazer e de bem contar os contos por detrás dos vinhos. Para que estes sejam bebidos com maior prazer e apreço.

No pequeno ecrã, o realizador José A. Salvador produziu para a RTP uma incompleta mas razoável série documental de três episódios – “Vinho do Porto – Tradição e Modernidade”; “Douro – O Rio do Vinho”; “Moscatel de Setúbal – O Sol em Garrafa”. Terá continuidade?

No plano internacional, “Sour Grapes” (2016), de Reuben Atlas e Jerry Rothwell, “Decanted” (2016), de Nick Kovacic, e “Somm” (2013), de Jason Wise, são alguns dos títulos mais reconhecíveis de documentários sobre vinhos e podem ser vistos nesse clube de vídeo contemporâneo intitulado Netflix.

Mudando de género para o domínio da ficção, há diversos exemplos de filmes com maior ou menor presença vinícola. Exemplo disso é a comédia “Conto de Outono”, de Éric Rohmer (1998), em que uma viúva explora uma vinha na região de Ardèche, e à qual a sua melhor amiga, bem como a namorada do filho, querem afincadamente arranjar um marido.

Mais recente, o curioso “Aquilo que nos Une”, de Cédric Klapisch (2017), é um drama francês no qual após a morte do pai, três irmãos se unem para tomar conta de uma vinha.

Outro exemplo é “Duelo de Castas”, de Randall Miller (2008), drama norte-americano que tem por ação a degustação de vinhos às cegas que sucedeu em 1976 e ficou conhecida por Julgamento de Paris, opondo os vinhos franceses aos californianos. De todos os filmes com o tema vinho, o mais popular será “Sideways”, de Alexander Payne (2004), muito por culpa das cinco nomeações para os Óscares, mas também da química entre os protagonistas Paul Giamatti e Thomas Haden Church. A película conta a história de dois velhos amigos numa viagem pela costa da Califórnia, explorando as vicissitudes do amor e da amizade e a guerra constante entre duas castas de vinhos: Pinot e Cabernet. Esta imperdível aventura dos dois amigos começa quando Miles (Giamatti), recém-divorciado e aspirante a romancista, com uma fixação em vinhos, decide combinar com o seu velho amigo Jack (Church) uma viagem de despedida de solteiro pela região vinícola de Santa Barbara.

Na ficção ou no documentário, no cinema, televisão ou demais plataformas, a nova geração de cineastas portugueses tem ganho diversas distinções em festivais internacionais. Com os devidos apoios, será possível dar largas à imaginação e adaptar livros ou histórias relacionadas com vinhos e que os possam promover e, quiçá, perpetuar na sétima arte.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]