Faixa Atual

Título

Artista

Background

Bailado “Murmúrios” de Pedro e Inês em Lisboa

Escrito por em 11/09/2019

Depois dos palcos de Budapeste, Nova Iorque, São Tomé e Príncipe, Angola, Moçambique, Macau e Timor Leste, o bailado Murmúrios de Pedro e Inês, regressa aos palcos de Lisboa no dia 15 de setembro, às 19h00, no Auditório Museu do Oriente.

O mais recente bailado de Fernando Duarte, coreógrafo e ex-bailarino da Companhia Nacional de Bailado, com direção artística e interpretação de Solange Melo e do próprio Fernando Duarte, Murmúrios de Pedro e Inês, reúne música de Bernardo Sassetti e Fernando Lopes-Graça, figurinos de José António Tenente e texto de Afonso Cruz.

Neste bailado, a história de Pedro e Inês é dançada, contada, ouvida, vista e sentida através de uma amálgama artística contemporânea, tornando este espetáculo original e apelativo para um público transversal ao público de dança.

O bailado Murmúrios de Pedro e Inês surge da vontade de apresentar uma obra narrativa, dentro da estética da dança neoclássica, que possa ser o reflexo de uma identidade artística contemporânea portuguesa nas várias vertentes que apresenta: Dança, Artes Plásticas, Literatura e Música.

A história (verídica) do amor de D. Pedro por D. Inês de Castro é a pedra basilar de todo o bailado, mas é também o elo de partida para a relação entre a criação balética e artística, e os diversos géneros literários ou revivalismos históricos. Essa ligação, ao nível da dança clássica em Portugal, encontrava-se num vazio de oferta artística, sendo o desejo dos diretores artísticos deste projeto utilizar os seus conhecimentos e experiência únicas, adquiridos ao longo de duas décadas em reputadas companhias de repertório clássico e contemporâneo, para impulsionar este conceito performativo na área da dança.

Com Murmúrios de Pedro e Inês, propõe-se a reinvenção da fórmula de bailado narrativo (o denominado “full lenght ballet”) contextualizando-o no panorama performativo do novo século em que vivemos. Propõe-se seguir o espírito renovador da arte mundial e da dança em particular, através da colaboração de artistas das mais diversas disciplinas, uma vez que a sua contribuição permite alargar o efeito ramificador da dança como veículo de expressão humana, filosófica e de emoção.

Murmúrios de Pedro e Inês foi distinguido pelo Prémio de Dança “Anna Mascolo”, atribuído pela Mirpuri Foundation em 2018.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta