Faixa Atual

Título

Artista

Background

“Umaimagemsolidária” vai apoiar este ano a associação Inovar Autismo

Escrito por em 18/03/2019

A iniciativa #UMAIMAGEMSOLIDARIA que, no ano passado, através da fotografia, angariou 3. 365 euros em donativos para a Acreditar – Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro, volta a acontecer este ano, com o objetivo de apoiar a associação Inovar Autismo.

A 4.ª edição realiza-se no dia 10 de maio, pelas 18h00, na Fundação Portuguesa da Comunicações (FPC), em Lisboa, e vai juntar fotojornalistas e fotógrafos amadores e conta com a participação de um um fotógrafo autista. Os donativos angariados pela aquisição das fotografias vão reverter para a Inovar Autismo – Associação de Cidadania e Inclusão. O coordenador da iniciativa é o fotojornalista da Agência Lusa, António Cotrim, que conta com o apoio do fotojornalista Paulo Guerrinha e do fotógrafo Carlos Almeida. No ano passado participaram cerca de 140 profissionais de fotografia.

“A Inovar Autismo – Associação de Cidadania e Inclusão, tem como missão promover a inclusão das crianças, jovens e adultos com autismo nas suas comunidades de origem, constituindo-se igualmente como um apoio de excelência no âmbito da habilitação e capacitação, ao longo de toda a vida, tendo em conta as necessidades de cada criança, jovem ou adulto, assim como as necessidades das suas famílias”, lê-se na nota enviada à imprensa.

A organização de #UMAIMAGEMSOLIDARIA conta com o apoio da Colorfoto (impressões), EasyGest – Mediação Imobiliária, LogoTexto e Fundação Portuguesa das Comunicações.

Em 2019, a iniciativa terá como embaixador o ator José Fidalgo, que sucede à estilista Fátima Lopes, madrinha em 2018, e, conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República.

O tema das fotografias é livre e, entre os nomes que já garantiram a sua presença, além de António Cotrim , Paulo Guerrinha e Carlos Almeida, estão Mário Cruz (premiado no Word Press Photo), Leonardo Negrão, António Homem Cardoso, Rui Palha, Rui Caria, Gonçalo Lobo Pinheiro e outros nomes conhecidos da fotografia.

A base de partida para cada fotografia é de vinte e cinco euros. As fotografias não terão identificado o seu autor de forma visível. A identificação está colocada na traseira da moldura e só depois de feito o donativo é que quem o faz fica a saber.

Como afirmou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa: “ajudar é tão fácil. Uma foto um donativo”.

Nas outras três edições foram angariados cerca de 13 mil euros.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta