Faixa Atual

Título

Artista

Background

“Bohemian Rhapsody” e “Roma” vencem Globos de Ouro

Escrito por em 07/01/2019

“Bohemian Rhapsody”, filme biográfico focado na vida de Freddie Mercury, foi o grande vencedor da 76.ª edição dos Globos de Ouro, ao arrecadar dois dos mais importantes prémios na categoria drama, melhor filme e melhor ator, Rami Malek.

“Roma”, o drama semiautobiográfico do realizador Alfonso Cuarón, foi eleito melhor filme estrangeiro. A obra filmada a preto e branco na cidade do México valeu a Cuarón o prémio de melhor realizador.

“Obrigado a Freddie Mercury por me dar a alegria de uma vida” disse um emocionado Rami Malek, ao agarrar a estatueta que o distinguiu num filme do produtor e realizador norte-americano Bryan Singer.

Outra das surpresas da noite aconteceu no prémio de melhor atriz, vencendo a veterana Glenn Close (“The Wife”), no papel de mulher de um Nobel da Literatura. Lady Gaga, também cantora, era apontada como favorita ao galardão pela atuação em “Assim Nasce Uma Estrela”.

Regina King venceu o prémio de melhor atriz secundária em “A Favorita” e Mahershala Ali o prémio de melhor ator secundário em “Green Book: Um Guia para a Vida”, do realizador Peter Farrelly, filme distinguido nas categorias de melhor comédia ou musical e de melhor argumento.

Um ano depois do discurso de Oprah Winfrey contra “os homens poderosos e brutais”, em pleno desenvolvimento do movimento #MeToo, esta edição não ficou marcada por comentários políticos, pelo menos até Christian Bale subir ao palco para receber o prémio de melhor ator em comédia ou musical, pela sua performance em “Vice”, de Adam McKay.

“O que acham? Mitch McConnell a seguir?” brincou o ator nascido no País de Gales, referindo-se ao líder da maioria do Senado norte-americano. “Obrigado a Satanás por me dar inspiração para este papel”, acrescentou. Olivia Colman foi distinguida como melhor atriz na mesma categoria.

No campo televisivo “The Americans”, que retrata a vida de dois espiões russos nos EUA dos anos 1980, foi eleita a melhor série dramática, na sexta e última temporada, enquanto a melhor série de comédia foi “O Método Kominsky”.

Palmarés da 76. edição dos Globos de Ouro

Melhor Drama
“Bohemian Raphsody”, de Bryan Singer

Melhor Comédia ou Musical
“Green Book”, de Peter Farrelly

Melhor Realizador
Alfonso Cuarón (“Roma”)

Melhor Atriz (Drama)
Glenn Close (“The Wife”)

Melhor Atriz (Comédia ou Musical)
Olivia Colman (“The Favourite”)

Melhor Atriz Secundária
Regina King (“If Beale Street Could Talk”)

Melhor Ator (Drama)
Rami Malek (“Bohemian Rhapsody”)

Melhor Ator (Comédia ou Musical)
Christian Bale (“Vice”)

Melhor Ator Secundário
Mahershala Ali (“Green Book”)

Melhor Argumento
Nick Vallelonga, Brian Currie e Peter Farrelly (“Green Book”)

Melhor Banda Sonora
Justin Hurwitz (“First Man”)

Melhor Canção
“Shallow” (música e letra de Lady Gaga, Mark Ronson, Anthony Rossmando e Andrew Wyatt, de “A Star Is Born”)

Melhor Filme de Animação
“Spider-Man: Into the Spider-Verse”

Melhor Filme Estrangeiro
“Roma” (México), de Alfonso Cuarón

Melhor Série (Drama)
“The Americans”

Melhor Série (Comédia ou Musical)
“The Kominsky Method”

Melhor mini-série ou filme produzido para televisão
“The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story”;

Melhor Atriz (Drama)
Sandra Oh (“Killing Eve”)

Melhor Atriz (Comédia ou Musical)
Rachel Brosnahan (“The Marvelous Mrs. Maisel”)

Melhor Atriz (minissérie ou filme produzido para a televisão)
Patricia Arquette (“Escape at Dannemora”)

Melhor Atriz Secundária
Patricia Clarkson (“Sharp Objects”)

Melhor Ator (Drama)
Richard Madden (“Bodyguard”)

Melhor Ator (Comédia ou Musical)
Michael Douglas (“The Kominsky Method)

Melhor Ator (Mini-Série ou Filme Produzido para a Televisão)
Darren Criss (“The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story”)

Melhor Ator Secundário
Ben Whishaw (“A Very English Scandal”)

Foto de Rami Malek no Festival SXSW gentilmente cedida por Daniel Benavides.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta